Glossário

A

ACEPI (Associação da Economia Digital):

Organização sem fins lucrativos, que tem como missão o debate, potenciação, promoção, generalização e dignificação da Economia Digital em Portugal. Tem cooperado com o Estado Português e com a União Europeia, de forma a criar enquadramentos jurídicos e fiscais adequados e harmonizados e mecanismos de autorregulação que são da maior relevância para que se desenvolva e cimente a confiança no negócio digital.

Advocacy:

Defesa ou apoio de uma pessoa, instituição ou ideia que pode incluir inúmeras atividades, tais como campanhas por meio da imprensa, promoção de eventos públicos, publicação de estudos, pesquisas e documentos. 
O lóbi é uma forma de advocacy, realizada mediante a abordagem direta dos legisladores para defender determinado objetivo.

Agenda mediática:

Assuntos ou tópicos que estão a ser noticiados pelos jornalistas.

Agenda Setting ou teoria do agendamento:

Esta teoria defende que os consumidores de notícias tendem a considerar que os assuntos veiculados com maior destaque na cobertura jornalística são os mais importantes (tanto nos meios impressos, como nos online).
Anúncios digitais: Imagens, fotos ou infografias utilizadas em plataformas de redes sociais, muitas vezes em forma de banners.

Anúncios digitais:

Imagens, fotos ou infografias utilizadas em plataformas de redes sociais, muitas vezes em forma de banners.

APCE (Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa):

Associação independente, sem fins lucrativos, que representa e defende, no país e no estrangeiro, os interesses dos gestores e técnicos da Comunicação Organizacional e das Relações Públicas, incluindo os porta-vozes. Constitui-se como um fórum de discussão e reflexão aberto a todos os interessados nas Ciências da Comunicação, seja no setor empresarial, seja no domínio educativo.

Artigo:

Publicação escrita para jornais ou revistas, impressos ou online, por autores convidados para comentar um determinado tema. Normalmente, são assinados pelo autor, com a respetiva afiliação e foto.  

Assessoria de imprensa:

Relação entre um profissional de Relações Públicas e um jornalista. É uma das áreas em que pode contar com os serviços da miligrama.

Assuntos públicos:

Uma das táticas do profissional de Relações Públicas, que tem como objetivo construir e manter relações comunitárias e governamentais mutuamente benéficas.

Audiência:

Grupo específico dentro de um público concreto, com o qual uma determinada entidade pretende comunicar, construir um relacionamento ou influenciar.

Auditoria de comunicação:

Análise e avaliação de comunicação desenvolvida por uma organização.

B

Backgrounder:

Documento que fornece informações objetivas sobre determinado assunto.

Banner:

Gráfico/imagem muito semelhante a um anúncio, publicado nos órgãos de comunicação (online e offline), para posicionar uma marca, produto ou empresa.

Benchmarking:

Processo de comparação de produtos, serviços e práticas empresariais. É um importante instrumento de gestão, que tem como objetivo melhorar as funções e processos de uma empresa. Analisa as estratégias e possibilita criar ideias, com base no que já é realizado.

Blog:

Páginas de internet onde são publicados diversos conteúdos, como textos, imagens, músicas ou vídeos. Podem ser de âmbito geral ou dedicados a um assunto específico. Normalmente, têm espaço para comentários dos leitores.

Blogger:

Pessoa responsável por produzir conteúdos para um blog.

Brainstorming:

Reunião para discussão de temas e apresentação de ideias.

Branding:

Gestão de marca de uma empresa. Processo de criação e/ou disseminação do nome. O branding tanto pode ser aplicado a toda a identidade corporativa, como a produtos e serviços individuais.

Brochura:

Publicação autónoma sobre um tópico ou assunto específico. Normalmente tem mais de duas páginas.

C

Campanha (programa):

Investigação, planeamento, implementação e avaliação de um plano de ação de Relações Públicas, visando solucionar um problema ou aproveitar uma oportunidade.

Canais de comunicação:

Canais e ferramentas de comunicação. Esses canais incluem jornais e revistas, rádio e televisão, sites e blogs, alguns tipos de emailspodcastsintranets, teleconferências e videoconferências, boletins informativos, folhetos, reuniões, discursos e documentos de posicionamento.

Circulação:

Número de exemplares vendidos, assinados e oferecidos, com exceção dos destinados a promoção.

Cliques:

Processo pelo qual o visitante de um site seleciona e entra na plataforma. Métrica de medição de visitas.

Cloud:

Rede global de servidores remotos que operam como um ecossistema único, habitualmente associado à internet, que permite a partilha de informações.

Comentário:

Resposta gerada para Tweets e publicações de Facebook, Instagram, blogs, YouTube ou outros fóruns.

Comunicação:

Processo de transmissão e receção de mensagens intencionais que fazem parte de um sistema de linguagem natural.

Comunicação de crise:

Proteger e defender um indivíduo, empresa ou organização que enfrenta um desafio público ou uma ameaça à sua reputação.

Conferência de imprensa:

Evento agendado por uma empresa, marca ou pessoa, com o objetivo de transmitir aos jornalistas informações importantes sobre determinado assunto ou acontecimento.

Copy:

Termo usado para se referir aos textos escritos para um suporte de comunicação, como um anúncio ou uma newsletter.

Crónica:

Género jornalístico que conta histórias, verídicas ou não, e que pode versar sobre as mais diversas temáticas. Em geral, as crónicas não obedecem a muitas regras. Devem ser textos leves, criativos, de leitura fácil e que despertem o interesse do leitor.

E

Editorial:

Dá a conhecer aos leitores o posicionamento do jornal sobre um determinado assunto da atualidade. Normalmente, são escritos por um elemento da direção do jornal ou por alguém de sua confiança. Um editorial deve ser redigido com todo o cuidado, pois traduz a posição coletiva do órgão de comunicação.

Entrevista:

Só é considerada um género jornalístico autónomo quando é apresentada isoladamente ou quando é parte essencial de uma peça jornalística. Ou seja, não se consideram entrevistas as perguntas feitas pelos jornalistas para recolher informação para notícias e reportagens.
As entrevistas justificam-se apenas quando o tema abordado ou o perfil do entrevistado são do interesse dos leitores. Enquanto género jornalístico, a entrevista é redigida em formato de pergunta/resposta.

EUPRERA (European Public Relations Education and Research Association):

Organização autónoma que visa estimular e promover conhecimentos e práticas inovadoras de educação e investigação sobre Relações Públicas na Europa.

Eventos especiais:

Atividades projetadas para interagir com o público e ouvi-lo. O objetivo é estimular o interesse em uma pessoa, produto ou organização, por meio de um “acontecimento”.

F

Facebook:

Rede social que permite desenvolver conversas entre “amigos”. É também um canal para anunciantes.

G

Géneros jornalísticos:

Consideram-se géneros jornalísticos as notícias, entrevistas, reportagens, crónicas, editoriais e artigos (de opinião ou análise). No entanto, o género jornalístico não tem fronteiras rígidas. Alguns autores consideram também como géneros jornalísticos as fotoreportagens, as legendas ou até os fait divers, no sentido em que correspondem a tipos de abordagem distintos das anteriores.

H

Hashtag:

Palavra-chave antecedida pelo símbolo #. As hashtags são utilizadas para categorizar os conteúdos publicados nas redes sociais, criando uma interação dinâmica do conteúdo publicado. Estão disponíveis em várias redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter, Google +, Pinterest e YouTube.

I

Influencer:

Pessoa especializada em determinado assunto ou altamente reconhecido por um público como perita num tema. Alguém com a capacidade de influenciar os outros.

IPRA (International Public Relations Association):

Principal rede global de profissionais de Relações Públicas. Visa promover a comunicação confiável e a prática ética das relações públicas, através de networking e do código de conduta. É a organizadora da competição global anual de relações públicas, Golden World Awards for Excellence (GWA).

J

Jornal:

Publicação periódica impressa, diária, semanal ou mensal. Noticiário televisivo ou radiofónico.

L

Leitores:

Pessoas que leem uma publicação. Pode ser usada como uma métrica de avaliação.

Líder de opinião:

Pessoa com uma influência particular num determinado público.

Logotipo:

Tipo de comunicação não verbal, em que uma imagem identifica uma organização, empresa, serviço, marca ou produto.

LinkedIn:

Rede social que permite que as pessoas sejam vinculadas por interesses profissionais.

Lóbi:

Uma das táticas do profissional de Relações Públicas, responsável por promover e manter relações com os membros do Governo, com o objetivo de influenciar a legislação e a regulamentação.

M

Marca:

Nome que distingue publicamente um produto, serviço ou conceito para que possa ser facilmente comunicado e comercializado.

Media kit:

Conjunto de documentos elaborados para os jornalistas. Inclui comunicado de imprensa, biografias, fotos, backgrounders, fichas técnicas, entre outros.

Media training:

Preparação do porta-voz de uma organização ou empresa, que vai interagir com jornalistas e/ou outros públicos.

N

Newsletter:

Categoria de Comunicação Organizacional. Publicação organizacional que combina a abordagem informativa de jornais, com características de construção de relacionamento através de email ou correio.

Notícia:

É o mais comum dos géneros jornalísticos. Diz respeito a um texto informativo, relativamente curto, escrito numa linguagem clara, direta e concisa. As notícias devem ser atuais, verídicas e despertar o interesse das pessoas. Normalmente, a sua redação segue uma estrutura fixa (antetítulo, título, superlead, lead e texto).

O

Objetivo:

Declaração explícita de intenções de uma estratégia de comunicação, que inclui um público pretendido, um pré-resultado mensurável e um prazo específico.

Outcome:

Algo que aconteceu como resultado de uma campanha. Em Relações Públicas é definido como uma mudança mensurável na consciência, conhecimento, atitude, opinião, comportamentos ou métricas de reputação.

Output:

Material e atividade gerada pelo profissional de Relações Públicas, como comunicados à imprensa, emails, eventos, entre outros, bem como a cobertura por parte dos órgãos sociais que é gerada. Os outputs também incluem comunicações proativas por parte de uma organização, nos seus próprios canais de comunicação e propriedades.

Outtake:

Aquilo que o público entende ter sido exposto como conteúdo, acerca de uma organização ou marca. O outtake ocorre antes do resultado, embora alguns especialistas o ignorem e, apenas, discutam outputs e resultados.

P

PageRank:

Algoritmo utilizado pela ferramenta de pesquisa do Google para posicionar os sites entre os resultados das suas pesquisas. Mede a importância de uma página, contabilizando a quantidade de links que levam até ela.

Pesquisa de mercado:

Tipo de estudo que consiste na recolha e análise de informações para dar suporte no processo de tomada de decisão.

Podcasts:

Conteúdos de áudio publicados na internet.

Print media:

Meios de comunicação impressos.

Publicidade:

Comunicação paga. Difusão de informações através dos meios de comunicação, por um patrocinador identificado. A publicidade é uma forma controlada de passar mensagens e ganhar visibilidade.

R

Reportagem:

É considerada o género nobre do jornalismo. Tal como nas notícias, o seu principal objetivo é informar, porém de forma mais exaustiva e profunda, utilizando um estilo narrativo, mais descritivo e humanizado.
A reportagem procura contar uma história e levar os leitores a “viver os acontecimentos”. Para os conseguir aproximar da realidade tratada, a reportagem usa com frequência elementos de outros géneros jornalísticos (entrevista, crónica, opinião).

ROI (Retorno do investimento):

Valor positivo ou contribuição que pode ser obtida através do investimento em determinada atividade comercial. Em termos de comunicação de marketing, podem estar incluídas as vendas resultantes de atividades de comunicação específicas, identificáveis e mensuráveis.

Revista:

Publicação periódica com notícias, comentários e recursos.

S

Search Engine Optimization (SEO):

Em português significa otimização de mecanismos de pesquisa. Conjunto de técnicas que têm como principal objetivo tornar os sites mais amigáveis para os motores de pesquisa, trabalhando palavras-chave selecionadas do conteúdo do site, para que fique bem posicionado nos resultados orgânicos.

Seguidores/followers:

Pessoas que seguem ou observam uma determinada pessoa, empresa ou serviço, através de uma plataforma online.

Serviço de clipping:

Empresa que recolhe publicações e/ou transmissões (rádio/televisão) e fornece evidências de que uma mensagem foi transmitida.

Social media:

Plataformas de comunicação na internet, que aceitam conteúdos gerados pelos usuários e promovem interação social. Inclui não só as redes sociais, mas também os blogs e os sites de partilha.

SOPCOM (Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação):

Associação científica sem fins lucrativos que tem como objetivo desenvolver a investigação em Ciências da Comunicação. Associação representativa desta área científica junto do poder político.

Stakeholder:

Parte interessada.

T

Tabloides:

Jornais de pequeno formato, muitas vezes com estilo sensacionalista, contendo um grande número de fotografias.

Tiragem:

Conceito que se refere à quantidade de exemplares impressos de um jornal, revista ou livro.

Tweet:

Texto com o máximo de 140 caracteres, usado para se comunicar no Twitter.

Twitter:

Rede social e servidor para microblogging, que permite aos usuários enviar e receber atualizações pessoais de outros contactos, por meio do site do serviço, por SMS e por softwares específicos de gestão.

U

Unfollowers:

Métrica que indica quantas pessoas pararam de seguir um usuário do Facebook ou de outra plataforma de redes sociais.

V

Visitante:

Pessoa que acede a um site.

Visitas:

Métrica que indica o número de vezes que um visitante acede a um determinado site.

Visualizações de página:

Métrica que analisa o número de vezes que uma página Web foi visualizada.

Vlog:

Blog que consiste, principalmente, em vídeo.

W

Web Analytics:

Recolha e análise de dados da internet para fins de compreensão e otimização do uso da Web.

Y

YouTube:

Rede social de partilha de vídeos, no qual os usuários podem carregar, partilhar e visualizar vídeos.

YouTube Insights:

Site que fornece métricas para o número de visualizações de vídeos, usuários e inscritos.

Fontes: Strategic Planning for Public Relations, Ronald D. Smith; Exploring Public Relations, Ralph Tench, Liz Yeomans; Dictionary of Public Relations Measurement and Research, Don W. Stacks, Shannon A. Bowen Public; Relations Society of America; Associação Portuguesa Para o Controlo de Tiragem e Circulação (APCT)